Networking ou Rede de apoio?

Ao pensar nos relacionamentos que temos ao longo da vida, as palavras apoio e afeto se destacam para mim.

Como seres essencialmente relacionais a partilha na conexão com o outro deixa de ser opção e torna-se necessidade.

Quero compartilhar contigo o que penso sobre isso, trazendo essas três nomenclaturas e algumas diferenças que vejo entre elas: networking, rede de apoio e utilitarismo.

 

O networking está mais para as relações construídas nos ambientes quando o foco é o  trabalho. Aqueles contatos que fazemos em eventos, cursos, viagens e sempre com pessoas que de algum modo, fazem parte do nosso entorno profissional. Essa relação se caracteriza pela atenção em estarmos disponíveis numa possível indicação, troca de experiências e até mesmo atendendo uma necessidade pontual um do outro. É estar pronto para servir mostrando interesse.

 

A rede de apoio é diferente, porque se caracteriza na troca de afeto e aprendizado, principalmente na sua essência, pois acontece em momentos em que percebemos que não existimos para estarmos sozinhos e que não sabemos tudo, mesmo que por uma ilusão nos pareça que sim.

 

Sentimos que o outro nos complementa com afinidades de pensamento e valores que se alinham aos nossos. Então passamos a confiar nessas pessoas com as quais nos abrimos para dar e receber suporte, entrelaçando nossas dores, alegrias e construindo uma rede de apoio. Estaremos disponíveis um para o outro em momentos de fragilidade tanto quanto para comemoramos juntos uma conquista. São eles de quem certamente receberemos aquele sincero e afetuoso abraço de parabéns e o lenço no dia da dor.

 

Mas e o utilitarismo? Essa expressão da filosofia contém em si mesma o significado: quando algo ou alguém é útil aos meus propósitos. É triste mas infelizmente pessoas se utilizam de pessoas como se estivessem utilizando coisas. Eu realmente não fico à vontade para escrever e nem pensar sobre isso. Como humanos morando na mesma casa que é a terra, temos todos, necessidades de pertencimento e amor. Criamos expectativas e nos sentimos tristes quando somos apenas úteis.

O meu desejo nessa vida é ir me tornando sábia para construir networking, aprender e ser sensível para escolher uma rede de apoio e ser prudente com os utilitaristas.

 Vivo feliz mais se posso partilhar afetos e você?

Que você prospere em tudo.

Um abraço afetuoso, Gisele Cipili

Leia também: https://giselecipili.com.br/viver-com-proposito/

 

 

Receba nossas Atualizações

Cadastre-se para receber nossas atualizações…

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on pinterest

Não pare por aqui

Leia também

Liderança

Vida e Trabalho

Passamos provavelmente a metade das nossas horas de vida trabalhando. É compreensível que a busca por propósito seja uma necessidade de muitos, principalmente quando as

Vida

Encerrando Ciclos

(Esse é o único texto aqui no Blog que copiei e colei porque valeu a pena! É de uma escritora Colombiana que escreve sabiamente sobre

Mulheres

O Antídoto para o medo e o amor.

Naquela noite chovia muito e quando os raios e trovões batiam à minha janela, também estremecia uma pequena alma de criança. Eu só tinha cinco

Fechar Menu

Inicie o Teste de Inteligência Emocional

Abrir chat
1
Fale comigo diretamente pelo Whatsapp!
Powered by