Finais de semana para quê?

Você sabia que se vivermos 80 anos é provável que passaremos por 3.840 finais de semana? Então se você ficou em casa descansando, esteve com amigos ou em família, espero que esse tenha sido muito bom, de outros que você viveu e ainda viverá!

Gosto de pensar que aos sábados e domingos podemos fazer um detox e “limpar mente e emoções” para a semana de trabalho. Mas ouso escrever aqui que em alguns desses finais de semana “se escondem” oportunidades de consciência para o desenvolvimento de uma nova habilidade.

Calma não é sobre produtividade, e nem de trabalho que estou falando. Somente imagine como seria exercitar um comportamento que vem querendo melhorar, utilizando ambientes descontraídos onde não existe a obrigação de performance?

Por exemplo, se no sábado à noite estiver com pessoas é provável que escute ideias e opiniões diferentes. O exercício seria, mesmo discordando, não debater ou formar uma opinião à respeito mas somente ouvir. Será um bom momento de treinar uma escuta empática e atenciosa.

Um outro exemplo: quando a timidez  atrapalha na vida e no trabalho, olhe ao redor, o seu momento de romper, pode estar exatamente naquele círculo de pessoas mais próximas com as quais você come um churrasco de domingo.

E o autocontrole, habilidade chamada de softskill?  Ele seria muito bem vindo nas relações com pessoas que querem nos “tirar do sério” não é mesmo? Você já passou por algo parecido em pleno final de semana?

Vou aproveitar para compartilhar contigo um dado bem recente que a Folha de São Paulo divulgou sobre isso neste Sábado:

Estudos mostram que competências emocionais respondem por até 45% do sucesso do trabalho de um funcionário”. Ainda segundo a matéria da Folha a expressão inteligência emocional se refere a um grupo de competências ligadas a autoconsciência, calma, empatia, autocontrole – é um contraponto das habilidades cognitivas (Hard Skills).

Sabe resolvi escrever esse post porque eu vejo pessoas (eu mesma) investindo finais de semana ao longo do ano em salas de aula e cursos para aprender sobre ser mais competente em algo. Será que estão se lembrando de também treinar serem com consciência, mais competentes internalizando esses novos aprendizados técnicos e emocionais –  hard e soft?

Para quem gosta do tema Futuro do Trabalho e teme a invasão da inteligência artificial, sabemos que as máquinas podem substituir as pessoas em funções que exijam habilidades cognitivas, mas não nas emocionais.

 Para David Baker um dos fundadores da The School Of Life, em entrevista à Folha nesta matéria “as habilidades emocionais serão o centro dos negócios do futuro.”

Acredito que é um bom momento de mundo para considerarmos deixar de lado as desculpas do “nosso jeito de ser”. Porque formal ou informalmente sempre haverão oportunidades de aprendizagem e podemos fazer isso no dia a dia e até nos finais de semana.

Precisamos de momentos de lazer não intencionais, claro!

Sugiro apenas acrescentar uma reflexão pessoal: se eu pudesse enxergar a vida como um grande laboratório de crescimento em que, para ter um mundo melhor eu precisasse começar melhorando primeiro à mim mesmo? Gosto de pensar que somos um sistema em pleno potencial para seguirmos aprendendo em todos os dias na terra.

Finais de semana combinam com relaxar e aproveitar momentos de descontração e alegria.  Só estou te convidando para descansar se permitindo experimentar autoconsciência na prática. Veja se fará sentido para você!

Um abraço afetuoso,

Gisele Cipili.

 

Leia também:https://giselecipili.com.br/viver-com-proposito/

Receba nossas Atualizações

Cadastre-se para receber nossas atualizações…

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on pinterest

Não pare por aqui

Leia também

Liderança

Vida e Trabalho

Passamos provavelmente a metade das nossas horas de vida trabalhando. É compreensível que a busca por propósito seja uma necessidade de muitos, principalmente quando as

Vida

Encerrando Ciclos

(Esse é o único texto aqui no Blog que copiei e colei porque valeu a pena! É de uma escritora Colombiana que escreve sabiamente sobre

Mulheres

O Antídoto para o medo e o amor.

Naquela noite chovia muito e quando os raios e trovões batiam à minha janela, também estremecia uma pequena alma de criança. Eu só tinha cinco

Fechar Menu

Inicie o Teste de Inteligência Emocional

Abrir chat
1
Fale comigo diretamente pelo Whatsapp!
Powered by